Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

tvPRIME

Destaques da 21.ª edição do Festival Queer Lisboa

queer-lisboa-21-banner.jpg

 

A 21.ª edição do Queer Lisboa – Festival Internacional de Cinema Queer realiza-se de 15 a 23 de setembro no Cinema São Jorge, com a exibição de 90 filmes oriundos de 32 países.

 

A retrospetiva deste ano é dedicada à artista multimédia Shu Lea Cheang, e tem lugar no Cinema São Jorge e no MNAC – Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado. O filme 'God’s Own Country', do britânico Francis Lee, é o escolhido para a Noite de Abertura do Queer Lisboa 21, enquanto que 'Mãe Só Há Uma', de Anna Muylaert, encerra o Festival.

 

Na Competição de Longas-Metragens destaque para 'As You Are', que em 2016 valeu a Miles Joris-Peyrafitte o prémio Especial do Júri em Sundance; 'Beach Rats', que este ano deu à cineasta Eliza Hittman o prémio de Melhor Realização, também em Sundance; 'The Beach House', primeira longa-metragem do libanês Roy Dib; 'Los Objetos Amorosos', de Adrián Silvestre, que se foca nas migrações e identidades sexuais na Europa de hoje; 'Pieles', de Eduardo Casanova, que retrata a forma como a aparência física nos condiciona na sociedade; e 'Close-Knit', da japonesa Naoko Ogigami.

 

Para a Competição de Documentários destaque para 'Abu: Father', a autorrepresentação da família fragmentada de um cineasta muçulmano, paquistanês e gay, Arshad Khan; 'Homogeneous, Empty Time', de Thunska Pansittivorakul e Harit Srikhao, que dá uma visão queer das realidades sociais e politicas da Tailândia; 'Au-delà de l’Ombre', de Mezni Hafaiedh, expõe a realidade tunisina e os efeitos de uma sociedade homofóbica num grupo de jovens; 'My Mother is Pink', primeiro documentário da jornalista Cecilie Debell, é um road movie sobre uma relação conturbada entre um filho e a sua mãe; e 'The Strangest Stranger', de Magnus Bärtås, onde conhecemos melhor o homem que inspirou Haruki Murakami no seu popular romance Kafka à Beira Mar.

 

Os vencedores do Festival MOTELX 2017

thursday-night-motelx-banner.jpg

 

A 11.ª edição do MOTELX – Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa chegou ao fim este Domingo com a habitual entrega dos prémios.

 

'Thursday Night' de Gonçalo Almeida é o grande vencedor do Prémio MOTELX – Melhor Curta de Terror Portuguesa/Méliès d’Argent 2017. O júri composto pela actriz Maria João Bastos, o músico Carlão e o realizador Can Evrenol decidiu atribuir o prémio a esta curta-metragem “pela história, pela direcção, pela fotografia e pelos actores”, acrescentando que se trata de “um filme que nos marcou muito, que consideramos único e que certamente ficará na nossa memória”. Uma história de fantasmas só com animais, 'Thursday Night' foi inspirado pelo álbum 'Thursday Afternoon' de Brian Eno. O júri decidiu ainda atribuir uma Menção Especial a 'Depois do Silêncio' de Guilherme Daniel, cujo trabalho de “argumento e fotografia” considerou “muito promissor”.

 

Na competição internacional, 'Cold Hell' de Stefan Ruzowitzky venceu o Prémio MOTELX – Melhor Longa de Terror Europeia /Méliès d’Argent 2017. Uma decisão que o júri composto pelo crítico Kim Newman e os actores Rogério Samora e Iris Cayatte considerou “clara” devido à sua “relevância contemporânea, acção emocionante e imaginativa e excelentes performances de todo o elenco”. 'Cold Hell' é um thriller político passado numa Alemanha multicultural que conta a história de uma jovem taxista de origem turca perseguida por um assassino em série. “Filme excepcional que combina elementos do serial killer thriller com o terror”, esta é a mais recente longa-metragem de Ruzowitzky, que em 2008 venceu o Óscar para Melhor Filme Estrangeiro com 'The Counterfeiters'. O realizador e a actriz Violetta Schurawlow estiveram presentes na Sessão de Encerramento do MOTELX para receber o Prémio.

 

A competição de longas-metragens europeias foi inaugurada em 2016 e teve este ano oito filmes a concurso. 'Cold Hell' sucede ao checo 'The Noonday Witch' de Jirí Sádek e fica nomeado para o Prémio Méliès d’Or, à semelhança da curta 'Thursday Night'.

 

Os vencedores do Festival de Veneza 2017

festival-veneza-logo.jpg.jpg

 

Os vencedores da 74.ª edição do Festival de Veneza foram anunciados este Sábado. O grande vencedor foi 'The Shape of Water', de Guillermo del Toro, ao arrecadar o Leão de Ouro. O Grande Prémio do Júri foi para 'Foxtrot', de Samuel Maoz, enquanto que o prémio de Melhor Realizador foi entregue a Xavier Legrand, por 'Custody'.

 

COMPETIÇÃO VENEZA 74

 

Leão de Ouro
'The Shape of Water', de Guillermo del Toro

 

Leão de Prata (Grande Prémio do Júri)
'Foxtrot', de Samuel Maoz

 

Leão de Prata (Melhor Realizador)
Xavier Legrand, por 'Custody'

 

Coppa Volpi para Melhor Actriz
Charlotte Rampling, em 'Hannah'

 

Coppa Volpi para Melhor Actor
Kamel El Basha, em 'The Insult'

 

Melhor Argumento
Martin McDonagh, por 'Three Billboards Outside Ebbing, Missouri'

 

Prémio Especial do Júri
'Sweet Country', de Warwick Thornton

 

Prémio Marcello Mastroianni para Melhor Jovem Actor/Actriz
Charlie Plummer, em 'Lean on Pete'

 

 

HORIZONTES

 

Melhor Filme
'Nico, 1988', de Susanna Nicchiarelli

 

Melhor Realizador
Vahid Jalilvand, por 'No Date, No Signature'

 

Prémio Especial do Júri
'Caniba', de Véréna Paravel e Lucien Castaing-Taylor

 

Melhor Actriz
Lyna Khoudri, em 'Les bienheureux'

 

Melhor Actor
Navid Mohammadzadeh, em 'No Date, No Signature'

 

Melhor Argumento
Alireza Khatami, por 'Los Versos Del Olvido'

 

Melhor Curta-Metragem
'Gros Chagrin', de Céline Devaux

 

Prémio Leão do Futuro
'Custody', de Xavier Legrand

 

Críticas Curtas | 'Super Dark Times' (MOTELX 2017)

super-dark-times-motelx-banner.jpg

 

'Super Dark Times', filme que abriu o Festival MOTELX 2017, é um astuto estudo sobre a perda da inocência, excelentemente interpretada por um elenco maioritariamente jovem.

 

Com uma bela cinematografia e uma narrativa que se vai desenvolvendo a um ritmo lento (mas nunca aborrecido), este forte thriller demonstra de forma honesta (e por vezes assustadora) tensões e angústias de um grupo de amigos, onde um incidente muda as suas vidas para sempre.

 

O que sobressai neste filme é o seu investimento emocional, causado por um retrato da adolescência que parece tudo menos artificial. Uma narrativa que se desenvolve de forma harmoniosa e natural – excluindo alguns detalhes do último acto, onde parece existir a necessidade de nos (re)lembrar o género em se insere.

 

Comparado por muitos como uma mistura entre 'Donnie Darko' e 'Stand By Me', 'Super Dark Times' é um excelente thriller que se desenvolve de forma inesperada e emotiva, criando uma fácil empatia entre o espectador e as personagens.

 

4star.gif

 

Críticas Curtas | 'The Endless' (MOTELX 2017)

the-endless-motelx-banner.jpg

 

'The Endless' é o terceiro filme da dupla Justin Benson e Aaron Moorhead, regressando aqui à mitologia que abordaram no seu primeiro filme, 'Resolution'.

 

Apesar de não poder competir com os blockbusters de ficção cientifica (no que toca às capacidades financeiras), este desafia a imaginação do espectador. Uma mescla perfeita entre o drama e o sobrenatural, com uma narrativa que se assemelha em alguns aspectos a projectos como 'Another Earth' ou 'The OA'.

 

O que começa como um drama sobre a relação de dois irmãos, e a forma como ambos lidam com a vida após sobreviverem a um culto, cedo se transforma numa visão amplificada sobre a mortalidade e os comportamentos humanos face ao desconhecido.

 

Este "obriga" o espectador a ter uma mente aberta e inquisidora, de forma a disfrutar de uma excelente experiência, provando que não são necessários milhões de dólares em efeitos visuais, mas sim uma estória construida capazmente.

 

4star.gif

 

10 destaques do Festival MOTELX 2017

motelx-destaques-banner.jpg

 

A 11.ª edição do MOTELX – Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa arranca amanhã, dia 5, terminando no dia 10 de Setembro. São mais de 70 sessões repartidas pelo Cinema São Jorge, Teatro Tivoli BBVA e Cinemateca Portuguesa.

 

De seguida deixamos os nossos 10 destaques da edição deste ano que, certamente, irão proporcionar bons momentos de horror. Para ver o trailer, basta clicar na imagem do filme.

 

 

The Void

 

the-void-motelx.jpg

 

Quando um misterioso e violento culto ameaça assaltar um hospital isolado, um agente da polícia, juntamente com o pessoal do hospital, preparam-se para fortificar o edifício e impedir a entrada dos estranhos. Mas, enquanto aguardam aquele que será provavelmente o combate das suas vidas, irão descobrir que o verdadeiro terror já se encontra dentro do hospital. Combinando a atitude estética do terror moderno dos anos 1970 com os efeitos especiais artesanais que dominaram os filmes de monstros dos anos 1980 e início dos 1990, 'The Void' é um conto tenso e claustrofóbico. Uma viagem ao inferno que nos faz recordar 'The Thing', de John Carpenter.

 

 

Killing Ground

 

killing-ground-motelx.jpg

 

Ian e Samantha viajam até a um parque nacional na esperança de que a natureza lhes proporcione um espaço para desfrutarem de alguma tranquilidade juntos. Chegam a um acampamento isolado onde encontram um jipe e uma tenda abandonados. À medida que escurece e os ‘vizinhos’ não aparecem, Ian e Sam começam a sentir um certo desconforto. A descoberta de uma criança aflita à deriva pelos bosques desencadeia uma corrente de acontecimentos sinistros que vão testar o jovem casal até ao ponto de ruptura. Um thriller de sobrevivência que tira partido das vastas paisagens australianas, ao mesmo tempo que cria novos caminhos narrativos e violentos.

 

Programação completa do Festival MOTELX 2017 inclui 'IT' na sessão de encerramento

it-banner.jpg

 

A programação completa da 11.ª edição do MOTELX foi revelada hoje, contando com mais de 70 sessões dedicadas ao cinema de terror.

 

A sessão de abertura, que tem lugar a 5 de Setembro, traz 'Super Dark Times' de Kevin Phillips, que retrata a passagem traumática da adolescência à idade adulta. O encerramento do festival a 10 de Setembro faz-se com 'IT', a mais recente adaptação do best-seller de Stephen King.

 

A secção Serviço de Quarto é composta por 33 filmes, com destaque para 'Train to Busan', filme de zombies que se tornou um fenómeno de bilheteira na Coreia do Sul; 'El Bar', do espanhol Álex de la Iglesia; 'Hounds of Love', um thriller bastante elogiado nos diversos festivais por onde passou; 'The Untamed', do mexicano Amat Escalante; 'Cult of Chucky', o sétimo filme do boneco assassino; 'Killing Ground', um violento thriller australiano; e 'The Bad Batch', o novo filme de Ana Lily Amirpour.

 

A secção Culto dos Mestres Vivos tem este ano Roger Corman e Alejandro Jodorowsky como convidados de honra. Como é costume, vai haver a habitual masterclass e sessão de autógrafos – a 6 de Setembro com Corman, dia 9 com Jodorowsky.

 

Destaque também para os 8 filmes em competição pelo Prémio MOTELX – Melhor Longa de Terror Europeia/Méliès d’Argent. São eles 'Animals', de Greg Zglinski (Suíça/Áustria/Polónia); 'Cold Hell', de Stefan Ruzowitzky (Alemanha/Áustria); 'Kaleidoscope', de Rupert Jones (Reino Unido); 'Lake Bodom', de Taneli Mustonen (Finlândia/Estónia); 'The Limehouse Golem', de Juan Carlos Medina (Reino Unido); 'The Night Of The Virgin', de Roberto San Sebastián (Espanha); 'Prey', de Dick Maas (Holanda); e 'Rift', de Erlingur Óttar Thoroddsen (Islândia).

 

Para quem gosta de documentários, a secção Doc Terror apresenta '78/52' e 'King Cohen'. Alexandre O. Philippe desconstrói as 78 posições de câmara e 52 planos da mítica cena do chuveiro de 'Psycho', enquanto que Steve Mitchell conta a história do argumentista, produtor, realizador e rebelde Larry Cohen.

 

A programação completa da 11.ª edição do MOTELX está disponível em www.motelx.org.

 

FEST e Coca-Cola levam cinema ao Festival Paredes de Coura

paredes-de-coura-fest-banner.jpg

 

O Festival Paredes de Coura 2017 vai decorrer de 16 a 19 de Agosto, na habitual Praia Fluvial do Tabuão.

 

O FEST – Coca Cola Cool Down sobe ao palco Jazz na Relva durante os dias 13, 14 e 15 de Agosto, com actividades que começam às 19h e permitem à população e campistas já instalados participarem em actividades cinematográficas. O programa inclui filmes do universo FEST, bem como conversas com convidados FEST: profissionais nacionais e internacionais do mundo do cinema.

 

As actividades entram no lema do festival de cinema, que terminou em Junho: “Stop Oppression, Stop Regression, Stop Agression”. Os filmes exibidos abordam temas como a sobrepopulação, o direito à manifestação pacífica, bem como as consequências da austeridade económica.

 

Este evento é patrocinado pela Coca-Cola, onde não faltará diversão e, claro, pipocas. O objectivo é destacar novos realizadores e promover o cinema independente.

 

Segue o poster com a programação:

 

fest-paredes-de-coura-programa.jpg

Festival de Veneza adiciona três filmes à programação, incluindo o novo thriller de John Woo

festival-veneza-logo.jpg.jpg

 

O responsável pelo Festival de Veneza, Alberto Barbera, adicionou três títulos à programação da 74.ª edição, que começa no final deste mês.

 

Na secção Fora de Competição temos o novo filme de John Woo, 'Manhunt', um remake do clássico japonês de 1976 que marca o regresso do cineasta ao género do thriller. Woo esteve em Veneza pela última vez em 2010, onde recebeu o Leão de Ouro de carreira.

 

'L’Ordine Delle Cose', de Andrea Segre, vai ter direito a uma Sessão Especial. Este relata a história de um policia que trabalha numa força de intervenção que controla a entrada de imigrantes na Libia.

 

A terceira entrada é o documentário 'L’Enigma Di Jean Rouch A Torino – Cronaca Di Un Film Raté', de Marco di Castri, Paolo Favaro e Daniele Pianciola. Este vai estar presente na secção Clássicos de Veneza.

 

O Festival de Veneza 2017 decorrerá de 30 de Agosto a 9 de Setembro. O júri da competição oficial será presidido pela actriz Annette Bening.

 

Alinhamento dos Documentários, Curtas-Metragens e Midnight Madness do Festival de Toronto 2017

tiff-2017-banner.jpg

 

O Festival Internacional de Cinema de Toronto anunciou ontem mais filmes para a sua 42.ª edição, mais concretamente da secção de Documentários, Curtas-Metragens e Midnight Madness.

 

Na secção Midnight Madness teremos 'Brawl in Cell Block 99', o novo filme de S. Craig Zahler ('Bone Tomahawk') e 'The Disaster Artist', de James Franco, que é baseado nos bastidores do filme de culto 'The Room' de Tommy Wiseau. Os documentários incluem 'Super Size Me 2', numa nova batalha contra a indústria da comida, e 'The Final Year', que se foca na presidência de Barack Obama.

 

Nas curtas-metragens vão estar presentes filmes de 30 países, em 16 línguas diferentes. 17 dessas curtas foram realizadas por mulheres, como é o caso da presença portuguesa com 'Água Mole', de Laura Gonçalves.

 

O filme que vai servir de abertura do festival será 'Borg/McEnroe', com Shia LaBeouf, Sverrir Gudnason e Stellan Skarsgård. Este relata a história da rivalidade épica entre o tenista sueco Björn Borg (Gudnason) e o seu maior rival, o americano John McEnroe (LaBeouf).

 

O Festival Internacional de Cinema de Toronto 2017 decorre de 7 a 17 de Setembro.

 

 

GALA DE ABERTURA
'Borg/McEnroe' (Janus Metz)

 

 

MIDNIGHT MADNESS

 

Sessão de Abertura: 'Bodied' (Joseph Kahn)
Sessão de Encerramento: 'Vampire Clay' (Sôichi Umezawa)

 

'Brawl in Cell Block 99' (S. Craig Zahler)
'The Crescent' (Seth A. Smith)
'The Disaster Artist' (James Franco)
'Downrange' (Ryuhei Kitamura)
'Let The Corpses Tan' (Hélène Cattet, Bruno Forzani)
'Great Choice' (Robin Comisar)
'Mom and Dad' (Brian Taylor)
'Revenge' (Coralie Fargeat)
'The Ritual' (David Bruckner)